quinta-feira, fevereiro 26, 2009

Flutuando...


As coisas que deixamos de fazer, e um dia elas voltam para n�sr.
As coisas que deixamos de dizer e um dia algu�m diz elas por n�s.
E na realidade com mais frequ�ncia do que imaginamos elas acontecem, n�s � que estamos muito ocupados para percebermos. E a vida segue e pessoas sofrem, s�o feridas pela nossa covardia ou falta de aten�o.

E eu queria saber cantar todas elas em uma can�o e cantar, e cantar, e cantar, e cantar...e tentar n�o me prender a elas. Mas sempre est�o aqui. Eu sei n�o vou mudar quem sou mas pelo cantando afugento um tanto de fantasmas.

N�o baby, n�o estou falando de nada especifico, estou divagando nesse tema sem o menor nexo, s� escrevendo ao inv�s de cantando. Porque a m�sica que eu compus, nunca me atravi a cantar...Talvez seja isso, ou talvez seja s� uma ansiedade escondida, por medo de ser ansiosa, por ouvir algu�m me dizer n�o andeis ansiosa por coisa alguma. O que eu n�o sabia era que esconder n�o era bem o que Ele quis me dizer, mas como dizer a Ele que voc� n�o consegue fazer o que Ele te pede? Se tentar agrad�-lo me fez errar?

Ent�o um dia estou aqui escrevendo, porque eu n�o fiz o que tive vontade de fazer, mas tamb�m n�o fiz o que Ele me pediu. N�o tive paci�ncia, n�o fui perseverante, n�o amei a ningu�m como a mim. Embora j� tenha amado mais que a mim. O que tamb�m est� errado. Ent�o nesse belo dia voc� acorda e nada est� onde deveria estar? Voc� que n�o prestou aten�o, n�o fez o que deveria ser feito, n�o disse o que deveria ter dito, n�o cantou a m�sica do seu cora�o...Calou o mais profundo sentimento que voc� j� sentiu em toda sua vida...E quem sabe um dia desses Ele volte para falar por voc� ou talvez n�o volte nunca. Enquanto isso s� vai indo e vindo, sem prestar aten�o e sem dizer ou fazer nada...s� Flutuando. Flutuando. Flutuando!

S� postando...

If you sing...

...Renata...

Um comentário:

Thai disse...

Lendo este texto lembrei de um poema que adoro:

Goza a euforia do vôo do anjo perdido em ti
Não indagues se nossas estradas, tempo e vento desabam no abismo
que sabes tu do fim ?
Se temes que o teu mistério seja uma noite, enche-a de estrelas.
Conserva a ilusão de que o teu vôo te leva sempre para o mais alto.
No deslumbramento da ascensão,
se pressentires que amanhã estarás mudo,esgota, como um pássaro,
as canções que tens na garganta.
Canta, canta para conservar uma ilusão de festa e vitória.
Talvez as canções adormeçam as feras que esperam devorar o pássaro.
Desde que nasceste,não és mais que um vôo no tempo.
Rumo aos céus ? O que importa a rota ?
Voa e canta,enquanto resistirem as tuas asas.

Menotti del Pichia

Amo vc!! S2